Music Video:FIDELITY (by Regina Spektor)

Music Video Code provided by Video Code Zone

Resumo aqui meus pensamentos, descobertas, frustrações, alegrias, tristezas, desejos... escrever para mim é terapia.

quinta-feira, 27 de setembro de 2007

O que queremos?

Amor atrai amor???

Será?
Tem certeza que amor atrai o amor?
Acho que o amor é recíproco, mais será que somente atrai amor?
Fica no ar.
Ainda não sei a resposta, digo que já vi muitas pessoas amarem com todas as suas forças e infelizmente às vezes serem desprezadas, sabe amor puro, sincero, cheio de vida e acabar tendo outra coisa, digo: problema.
Se tiverem a resposta, por favor, me provem que é vero e ficarei muito grata.
(...)
Mais o que estou querendo escrever hoje é sobre outro tema, sobre o não ser feliz com o que se tem e buscar felicidade no que não se pode ter.
Porque isso parece ser uma constante?
Talvez porque isso já se tornou corriqueiro, automático e nem percebemos que almejamos o que não temos e esquecemos do que temos.
Uma hipótese é: ter um amor, um amor nada calmo, perfeito, mais que te ama e aí voce deseja ter outro?
Outro que não te traga problemas, tanto trabalho sabe... Mais independente.
Porque não dar valor ao amor de alguém que precisa de ajuda?
Tenho certeza que a situação fosse outra, se a hipótese fosse ter um amor, alguém que fosse só, que procurasse um amor, não ia perguntar se esse amor ia ser perfeito e não daria trabalho para cuidar.
Ia com certeza agarrar esse amor, não ia dar muita importância em ter que cuidar mais ia com certeza ficar com ele, porque achou o que queria...
Será que algumas pessoas querem um amor e também perfeito?
Porque se esse não se apresentar dessa forma preferem “deixar para lá?”
Procurar outro?
Bom, penso eu que existem pessoas que procuram o que não existe...
Perfeição.
Quando buscamos isso com certeza sempre estaremos insatisfeitos porque com o tempo os erros, defeitos e problemas aparecem.
Aí vira uma bola de neve, a busca pelo que não existe.
Aí também chego à conclusão que não queriam de verdade esse amor, porque quando é algo que mexe com a gente, sentimos falta até dos defeitos, dos dias depressivos e dos mais agitados...
De quando o outro nos fez sentir a pessoa mais importante e amada do mundo e também nos fez sentir a pior pessoa do mundo nos fazendo chorar e querer sair correndo e largar tudo.
Quando amamos de verdade, não importa se o outro é tudo que idealizamos ou é o oposto, agarramos esse amor, cuidamos e fazemos ele crescer, damos incentivo para ele fortalecer...
É assim que escrevemos uma historia de amor, com momentos alegres e marcantes e com períodos tristes que precisamos dar tudo de nos para que o outro não desanime e nosso amor não acabe por coisas sem importância.
Ser bipolar é muito difícil, viver com alguém que espera de nós atitudes de um não-bipolar é intrigante, constrangedor, esse alguém nos faz sentir um peso, um problema que ao nos abandonar a vida do outro será perfeita, sem nenhum problemas.
Às vezes chega a nos dar vontade de acabar com a própria vida somente para poupar o outro de tão pesarosa convivência, não sejam cruéis, nos amem, nos ajudem, nos respeitem, tudo o que queremos é fazê-los as pessoas mais felizes e amadas do mundo com toda nossa intensidade, cuide de quem você ama!


5 Comments:

Blogger linda said...

Annie o amor romântico é um fragmento de amor, um oásis no deserto, ou uma miragem, uma ilusão da mente.Essa é a nossa natureza. Mas a amizade-Amor, que nasce do encanto e floresce no desencanto é o óasis. O Amor mais parecido com o Amor Perfeito é o amor de uma mãe, esse também nasce do encanto e floresce no desencanto.

Quando sentimos inquietação, quando temos uma mente intranquila, não somos felizes com o que temos e novamente estamos novamente procurando o Amor e no exterior e lá, só deparamos com fragmentos de amor, buscamos coisas que nos parecem que nos darão a felicidade, isso é formado pelos nossos pensamentos, que já foram condicionados por diversas ideias de outras mentes em procura. A mente cria, é a função dela, dessa criação nascem objectos concretos e situações, ideais e utopias, os objectos abstractos, a função da mente é pensar e ela pensa que o vazio que o coração sente se pode preencher através de um objecto.
A natureza da insatisfação é a natureza da mente em procurar no seu exterior satisfazer-se, quando nascemos, nós humanos somos muito indefesos e alguém tem que cuidar de nós para crescermos e a mente aprende que essa ajuda, esse auxilio, provém do exterior, quando temos fome, precisamos de alimento, que está no exterior, não em nós, quando temos sede também, e assim sucessivamente ela adquire o conhecimento de tudo o que ela necessita provém de alguma coisa que alguém lhe pode dar.

O Amor de que tu falas é o Amor da vida, esse é o humor perfeito, mas é desenvolvido no interior, é a consciência que todos os dias são abençoados com o Amor do Universo. Porque faças tu o que faças, o teu coração continua a bater, o sol continua lá, a Vida não te cobra pelos teus erros, nem pelos teus defeitos, continua a amar-te até chegar aquele momento em que não voltarás a respirar mais uma vez. Essa é a regra do jogo da Vida. Não existe ninguém que nos possa dar esse Amor, ele é intransmissível por natureza, Tu não o podes dar a ninguém, e ninguém te pode dar a ti. Não culpes, não julgues, nem te culpes, somos nós, as nossas mentes, com, com seus jugos e seus conceitos das coisas que deveriam ser mas não são, que criamos insatisfação.
Como bipolar tens uma responsabilidade acrescida, é seres e tornares-te consciente de tudo o que pensas, de tudo o que dizes, porque sentes um conflito entre a mente e o coração. É uma dádiva, sentir isso, porque todos temos esse conflito, mas não é dado a todos a intensidade de o sentir. É uma batalha para ser ganha com o coração, nunca com a mente, ela precisa da compreensão da linguagem do Amor, o amor que tens que sentir por ti, é a tua missão. Sê moderada ao ouvir a tua mente, analisa bem os teus pensamentos quando correm freneticamente e não te deixes governar por eles, pergunta ao teu coração se eles te trazem alegria para aquele dia, para aquele momento. E escuta o teu sentir confiança porque é no silêncio que se ouve o coração. E Lembra-te que da mente nunca surge nada perfeito no contacto com os outros, porque cada um de nós tem mapas diferentes, raciocínios diferentes, modos de ver as coisas diferentes, mas com o coração podemos contactar de forma harmoniosa com todos.

29/9/07 16:11  
Blogger Ju said...

Palavras bonitas, todas elas peridas num sentimento que por vezes pode ser estranho. um sentimento que por vezes é contraditorio ao que pensamos que é...

Mas o amor é algo que muitas vezes nos ajuda a levantar quando caimos, que nos atira ao chao mas que nos faz crescer tambem.
Nao se pode obrigar ninguem a amar, mas podemos dar o nosso amor, sem nunca pedir nada em troca.

*

desculpe a invasao *

13/10/07 17:55  
Anonymous lau! said...

Que bom que você está de volta e animada novamente!!!
Beijão =]

29/10/07 16:45  
Blogger ciganaglobetrotter said...

AMOR TIPO "FOREVER" é oq ue une mãe e filho.Beijocas e voltei à blogosfera recentemente.Beijos

www.almacigana.blogspot.com

5/11/07 17:37  
Blogger ºGEISAº said...

Uau...
Poesia na veia...
Ah como amar dói hein...
Apareça viu, pq tá sumidinha?
Bjs!

7/11/07 22:47  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home